top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Mutirão para eliminar focos do Aedes aegypti é realizado por regiões em Juiz de Fora

Por Rádio Catedral

*Foto: PJF.

Diante dos resultados do último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2022, que teve como resultado 4,4, classificado de "alto risco” pelo Ministério da Saúde, a Prefeitura de Juiz de Fora promove estratégias para diminuir o contágio das doenças transmitidas pelo mosquito - dengue, zika e chikungunya - na cidade. De acordo com a Administração Municipal, o número de casos confirmados de arboviroses urbanas em Juiz de Fora é considerado baixo, tendo em vista a situação epidemiológica do país, que atinge mais de 95% dos municípios brasileiros. Dentre as ações estão a visita à domicílios para orientações referentes ao combate às arboviroses; fiscalização e notificação de locais com alto risco de proliferação do mosquito, pragas urbanas e outros vetores; varrição das principais ruas e logradouros públicos da cidade; coleta programada de maneira adequada do lixo doméstico, comercial, e industrial propício a proliferação de vetores de doenças, transportando-o até o aterro sanitário; mutirão de limpeza e capina em bairros, dentre outras medidas necessárias. O cronograma prevê o início da ação às segundas-feiras e término sempre aos sábados, com um dia “D” de mobilização em cada região. A proposta visa mobilizar os diversos setores da Prefeitura, para que ocorra um trabalho intersetorial em todas as regiões de Juiz de Fora, a fim de eliminar os possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. O mutirão iniciado no dia 30 de maio segue até 4 de junho na Região Sudeste da cidade. Neste sábado, dia 4, as ações do “Dia D” ficarão concentradas no bairro Retiro, na Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada na Rua Sebastião Cardoso, 41. Já de 6 a 11 de junho será realizado na Região Norte. De 14 a 18 de junho será a vez da Região Sul e Centro. De 20 a 25 junho na Região Nordeste. E de 27 de junho a 2 de julho, a Região Leste. Além de participar ativamente na prevenção contra as arboviroses, a população pode ajudar com denúncias anônimas sobre focos do Aedes Aegypti em Juiz de Fora e região. A ferramenta MonitorAr pode ser acessada em smartphones, tablets, notebooks e computadores. É um sistema em que as pessoas podem realizar denúncias de locais de criadouros do mosquito.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page