• Radio Catedral

Ministro Tarcísio Freitas anuncia licitação para retorno das obras na BR-440

por Giovane Rezende

Foto: Youtube

Durante a cerimônia de inauguração do Viaduto Hélio Fádel Araújo, realizada na tarde desta quarta-feira, 1, o Ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou o retorno das obras da BR-440. As obras da via, que corta a região da Cidade Alta em Juiz de Fora, no bairro São Pedro, completaram 10 anos de início em 2021 e não tinham previsão para a conclusão.


Segundo o Ministro, Tarcísio Freitas, uma série de pendências foi resolvida pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para dar sequência ao processo de interligação entre a BR-440 e a BR-040, com a licitação sendo aberta já no próximo ano.

Além disso, Ministro Tarcísio Freitas destacou a licitação para a nova concessão do trecho da BR-040 entre o Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A Concessão permaneceu durante longo período com a concessionária Concer. O Ministro da Infraestrutura do Governo Federal apontou a importância das obras, principalmente na Serra de Petrópolis, com a conclusão do viaduto.

Conforme a Prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, é importante retomar esta discussão, mas existem uma série de questões relativas à via, como a destinação do trecho para outros fins ou a conclusão imediata da nova BR.

Margarida sinalizou, assim que houver uma resposta concreta do Ministério da Infraestrutura, para a realização de uma consulta pública a fim de decidir qual destinação dar a obra.

A prefeita Margarida Salomão pontuou que existe uma desatualização da obra original da BR- 440, o que torna a consulta pública necessária. Ela fez uma comparação entre a obra do Viaduto Hélio Fádel, inaugurado nesta quarta, com a via a ser finalizada na Cidade Alta.

Em meio à polêmicas, as obras foram paralisadas em Março de 2020, após encerramento unilateral da licitação com a empresa Empa S/A Serviços de Engenharia, por parte do DNIT, que alegou pendências técnicas junto ao Tribunal de Contas da União (TCU).

0 comentário