• Radio Catedral

Juiz de Fora tem programações especiais para 17ª Semana Nacional de Museus



A Semana Nacional de Museus, na qual os museus brasileiros realizam uma programação especial para fomentar discussões, desenvolver projetos e atividades para a comunidade, gratuitamente, será realizada de 13 a 19 de maio. Nessa edição, que tem como tema “Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições”. 1.114 instituições de cultura de todo o país oferecem 3.222 atividades especiais ao público, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes e muito mais. 


A temporada cultural, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio), propõe um debate sobre o papel dessas instituições como centros emanadores e receptores de práticas, costumes e pensamentos da cultura brasileira.


Em Juiz de Fora há programações especiais:


MAMM e Memorial da República


PROGRAMAÇÃO - MEMORIAL DA REPÚBLICA ITAMAR FRANCO


Dia 13, a partir das 14h – Visita Mediada

Dia 14, às 19h30 – Abertura da exposição “Reminiscências: danças populares e processo civilizatório no Brasil” e apresentação musical com o grupo Maracatu Estrela na Mata

O Memorial da República Itamar Franco inaugura a exposição “Reminiscências: danças populares e processo civilizatório no Brasil”. Por meio de fotografias, esculturas, pinturas, música, vídeos e objetos típicos, a mostra oferece uma imersão na potência cultural e histórica de algumas tradições e brincadeiras populares espalhadas pelo Brasil, que fizeram parte do passado de muitas pessoas.

Para abertura da exposição, às 19h30, o grupo Maracatu Estrela na Mata apresenta o ritmo, dança e ritual Maracatu, tocando instrumentos de percussão típicos como tambores, gonguê, caixas, taróis e mineiro (uma espécie de ganzá grande).

Dia 15, às 9h30 – Oficina de Maracatu de Baque Virado

Na quarta-feira, 14, a partir das 9h30, o Memorial estará aberto para visita mediada ao público e, às 15h, o mestre Marcos Languanje ministra a oficina de maracatu para crianças a partir de 8 anos, adolescentes, adultos e idosos. Na oficina, os participantes aprenderão noções de ritmo, batuque de tambores e danças populares do Maracatu.

Dia 16, às 10h – Oficina de Estandarte com Paulo Alvarez

Voltada para crianças de 7 a 12 anos, a oficina propõe uma imersão na galeria do espaço e, logo em seguida, o artista Paulo Alvarez conduz os participantes a criar seus próprios estandartes (um tipo de bandeira ricamente bordada),  com materiais como fitas, tintas, colagens, tecidos e muitas cores.

Dia 17, às 14h – Experienciando o Parangolé: Ação Poética inspirada no trabalho de Hélio Oiticica

 A partir da exposição “Reminiscências: danças populares e processo civilizatório no Brasil”, que reúne instalações com trajes, instrumentos e cortejos de Maracatu, de Congada e de Moçambique, participantes de todas as idades vão realizar uma ação poética em conjunto com o artista performático Augusto Costa.

Inspirada na criação de uma obra que envolve movimento, corpo e forma, do também artista performático brasileiro Hélio Oiticica, Augusto trabalha o movimento pelo espaço com tecido, numa dinâmica baseada nas danças populares.

Dias 18 e 19, a partir das 14h -  Visita Mediada


PROGRAMAÇÃO - MUSEU DE ARTE MURILO MENDES (MAMM)

Durante a Semana dos Museus, o MAMM funcionará em horário especial, das 9h às 22h, de segunda a sexta-feira, dando oportunidade para os visitantes participarem das exposições, oficinas, palestras, apresentações musicais e visitas mediadas. No final de semana, estará aberto em horário normal, das 12h às 18h.

Dia 13 (Segunda-feira)

MUSICAMAMM – Orquestra Acadêmica da UFJF, às 19h

A Orquestra Acadêmica da UFJF marca a abertura da programação da Semana com concerto na segunda-feira, 13, às 19h. A apresentação contará com a participação de professores, técnicos, alunos e voluntários com um programa que homenageia Murilo Mendes e sua relação com a música, com peças de Bach, Haydn, Gluck, Tchaikovsky, entre outros.

Antes do concerto, o professor Rodolfo Valverde faz uma palestra sobre o programa, comentando as curiosidades e características estilísticas do repertório. 

Dia 14 (Terça-feira)

“Circuito Murilo Mendes – Tradição e Memória” e “Laboratório de Portas Abertas –Preservando a memória” , às 14h

As duas ações acontecem durante a tarde, a partir de 14h. Os participantes poderão visitar a Biblioteca do Museu, conhecendo o acervo que relembra as tradições e memória do poeta. Ainda na terça-feira, com o objetivo de reforçar a importância da preservação do patrimônio cultural, o Setor de Preservação do MAMM propõe a atividade “Laboratório de Portas Abertas”.

O intuito é levar os visitantes a conhecer os processos de conservação e restauração do papel, das pinturas e esculturas do museu. Essas visitas mediadas especiais acontecem também na quinta-feira, dia 16, com a mesma proposta e no mesmo horário.

 Exposição Coletivo JF – Fotográfico, às 20h

Ainda na terça-feira, às 20h, acontece a abertura da exposição do Coletivo JF – Fotográfico. A mostra reúne fotos do MAMM, seus funcionários e atividades através de diferentes ângulos. A exposição fica em exibição no saguão do museu durante a Semana de Museus   

Dia 15 (Quarta-feira)

“Autômatos de papel”, às 9h30

Pela manhã, às 9h30, acontece a ação poética Autômatos de Papel. Na atividade, os participantes aprenderão a construir bonecos e cenários com movimento a partir de materiais do cotidiano, como papel e palitos de madeira. 

“A Trama Muriliana”, às 16h

 Na parte da tarde, as pesquisadoras Leila Barbosa e Mariza Timponi apresentam a palestra “A Trama Muriliana”, falando sobre a vida e obra do poeta Murilo Mendes.

CINEMAMM – “Blow-up – Depois daquele beijo”, às 19h

À noite, 19h, os visitantes participaram do CINEMAMM, assistindo e debatendo sobre o filme “Blow-up – Depois daquele beijo”, com a professora do Instituto de Ciências Humanas da UFJF, Alessandra Brum.    

O longa do final dos anos 60, dirigido por Michelangelo Antonioni, conta a história de  Thomas (David Hemmings), um fotógrafo cansado do assédio de jovens mulheres que o perseguem para serem fotografadas na esperança de se tornarem grandes modelos. Um dia, ao passar por um parque de Londres, Thomas vê um casal à distância e resolve fotografá-los. Após o episódio, ao revelar as fotos, Thomas percebe que pode ter documentado, sem querer, um assassinato.   

Dia 16 (Quinta-feira)

“Pintura com tintas naturais”, às 9h30

A ação poética “Pintura com tintas naturais” ensinará os participantes a produzir tintas a partir de materiais orgânicos como cenoura, feijão, café, urucum entre outros, e a utilizá-los em diferentes suportes de pintura. 

“Celebrando a autenticidade, consumando a paz - Kundalini Yoga”, às 9h30

A oficina “Celebrando a autenticidade, consumando a paz” apresenta os valores e práticas da Kundalini Yoga. Voltada para iniciantes e praticantes experientes da Yoga, a oficina é uma oportunidade para exercitar os principais aspectos da modalidade  trazida ao ocidente pelo mestre indiano Yogi Bhajan: postura, cantos, respiração consciente, relaxamento e meditação.

A oficina de Kundalini Yoga será ministrada pelo professor Gimat Sevak Singh, formado pelo Kundalini Research Institute (KRI).

“Circuito Murilo Mendes – Tradição e Memória” e “Laboratório de Portas Abertas –Preservando a memória” , às 14h

 A biblioteca e os laboratórios de restauração e conservação do MAMM abrem às portas  para os visitantes conhecerem um pouco dos bastidores do museu, seu funcionamento e a obra de Murilo Mendes.

 Palestras: “Arte, literatura e outras misturas: algumas noções de culturas errantes” e “Exposição e montagem fílmica: vozes negras no cubo branco da arte brasileira, às 19h

Às 19h, acontece a palestra “Arte, literatura e outras misturas: algumas noções de culturas errantes”, com a professora, pesquisadora e coordenadora do Bacharelado em História da Arte da UFRGS, Joana Bosak. A proposta da palestra é tratar das relações entre as artes visuais e a literatura, como símbolos produtores de cultura.

Logo em seguida, às 20h, o doutor em Artes Visuais Igor Simões (UFRGS) ministra a palestra “Exposição e montagem fílmica: vozes negras no cubo branco da arte brasileira”. O pesquisador e curador educativo discutirá como as exposições cumprem papel central na constituição de narrativas não previstas e, no entanto, necessárias para pensar a arte brasileira, levando em consideração uma trajetória marcada pela herança colonial e afro-diaspórica em uma história da arte profundamente erguida a partir de critérios europeus.

Dia 17 (Sexta-feira)          

Oficina “Estêncil e cartazes/lambes”, às 9h30

Durante a manhã, às 9h30, acontece a ação poética “Estêncil e cartazes/ lambes”, na qual os participantes aprenderam a poética produção de cartazes lambe-lambes.

“Conversa com artistas”, às 15h

À tarde, os visitantes terão a oportunidade de conversar com os artistas Gilton Monteiro Jr. e Ronald Polito, autores das exposições “Antiimagem” e “Minimundos”, em cartaz no MAMM.

Encontro de Educadores de Museus – Redes de Desenvolvimento da Maré, às 19h

Às 19h, acontece o Encontro de Educadores de Museus com Suélen Brito, da Redes de Desenvolvimento da Maré, falando sobre os “Processos arte-educativos em territórios vulneráveis”.

Dia 18 (Sábado)

Fotografia Pinhole, às 13h

A oficina de Pinhole atrai os amantes de fotografia no sábado, às 13h. Ministrada em duas partes, a iniciativa consistirá em uma breve apresentação da história e dos conceitos básicos dessa arte, além da explicação sobre o funcionamento da “máquina” pinhole. Já a segunda parte da oficina será destinada à parte prática, com a montagem das máquinas, momento para fotografar e, por fim, revelação das imagens capturadas.

Dia 19 (Domingo)

MUSICAMAMM – Recital de piano com Fernando Vago, às 13h

Assim como aconteceu na abertura, a música encerra a 17ª Semana Nacional de Museus no MAMM, com o recital de piano do professor do curso de Piano da Universidade Federal de Juiz de Fora, Fernando Vago.


FUNDAÇÃO MUSEU MARIANO PROCÓPIO

Dia 13

Das 9h às 11h

Palestra: Roupa de Museu: memória, cultura e afetos

Palestrante: Professora Andreia Portela

Local: sede administrativa da Fundação Museu Mariano Procópio. Rua DomPedro II, 350, Bairro Mariano Procópio.

Inscrições pelo telefone 3690-2027

Atividade gratuita e com certificado digital

De 13 a 17

9h às 19h Exposição: "Fare Juiz de Fora: Arquitetura e Trabalho na Companhia Pantaleone Arcuri".

Local: Casa d`Itália. Av. Barão do Rio Branco, 2585 - Centro, Juiz de Fora - MG, 36010-002. Visitação gratuita*

Dia 14 13h30

Aula externa no Museu:

Aula de artes visuais e exposição de trabalhos dos alunos do Programa Gente em Primeiro Lugar.

Local: Jardim Suspenso, em frente ao prédio Museu Mariano Procópio Atividade gratuita *

Dia 16

15h - Teatro no Museu: Aula externa e apresentação de alunos de teatro do programa Gente em Primeiro Lugar

Local: Jardim Suspenso, em frente ao prédio Museu Mariano Procópio Atividade gratuita

Dia 17 15h - Apresentação musical – Gente em Primeiro Lugar

Aula externa no Museu, Aula de música e apresentação com alunos do programa. Local: Jardim Suspenso, em frente ao prédio Museu Mariano Procópio Atividade gratuita *

Dia 18

14h às 17h - Tarde Cultural - Atividade promovida pelo Departamento de Difusão Cultural com parceiros. Visando a oferecer momentos de lazer e socialização, será realizado, no Parque do Museu, uma tarde de diversão e cultura, com contação de história, oficinas, apresentações e brincadeiras antigas. Local: Parque do Museu Atividade gratuita

Dia 19

8h às 18h - Exposição de fotografias: Exposição de fotografias selecionadas da segunda edição do Safári Fotográfico. Local: Parque do Museu Mariano Procópio Visitação gratuita*

Dia 19

14h às 17h - Encontro especial do Projeto Bordando no Museu Além do encontro para a troca de dicas e prosa entre as artesãs, o encontro terá um momento de confraternizarão, com a realização de um piquenique. A participação é livre, basta trazer algo para compartilhar. Local: Parque do Museu

Dia 19

9h30 - Aula de Ioga: Encontro espacial na 17ª Semana de Museus, com a professora Mariana Mendes Local: Parque do Museu

Atividade gratuita Durante toda a semana

14 a 17

10h às 17h Exposições - A arte do tempo, As diferentes facetas de Maria Amália Ferreira Lage e Esplendor das formas. Local: Galeria Maria Amália , no prédio Museu Mariano Procópio

9h às 17h Visita Mediada - Visita atendendo a grupos, com destaque para os jardins, a história da Família Ferreira Lage, prédios históricos e exposições na Galeria Maria Amália.


MUSEU FERROVIÁRIO


O Museu Ferroviário de Juiz de Fora terá programação especial para a “17ª Semana Nacional de Museus”, entre segunda-feira (13) e domingo (19), na Avenida Brasil, 2.001, Centro. O objetivo é destacar o estímulo ao colecionismo e repassar ao público informações sobre como criar uma coleção e qual a origem de um museu.


Segunda-feira (13)

9h: Abertura da mostra “De trem em trem” - reúne objetos, fotografias, documentos e outros itens ligados à ferrovia, permanece em cartaz até 31 de julho.

De segunda (13) a sexta-feiras (17)

Visitas guiadas pré-agendadas: Voltada para o público escolar e universitário, trabalha o conceito de museus e colecionismo, destacando como as coleções contribuem para manter as tradições.

Sábado (18) e domingo (19)

14h: Visita guiada para todos - Com duração de 1h20 e limite de 30 participantes por grupo, abordarão o colecionismo a partir do Museu Ferroviário e as múltiplas possibilidades. Além do acervo fixo do próprio equipamento urbano, os visitantes também passarão pela exposição temporária “De trem em trem”. Não há necessidade de agendamento.

Sábado (18)

15h: “Onde foi parar o meu ramal?” – Bate-papo e roda de conversa com a presença de antigos e novos ferroviários, buscando entender como a cultura ferroviária se mantém ou é enxergada pela cidade de Juiz de Fora.

Domingo (19)

16h: “Trilhos - um passeio de trem pelas artes brasileiras”, Grupo Macauã: o espetáculo é uma viagem embalada por músicas e danças da cultura popular, com várias referências das artes nacionais, como pintura, escultura, a arte ingênua e o ofício do artesão. A costura desse roteiro pelas artes brasileiras é feita por diversas viagens de trem, que remete a trajetos ainda existentes no país - Trem da Mantiqueira, da Serra Mar, do Pantanal e do Forró - e também rememora alguns desativados, como o Bahia-Minas e o saudoso Xangai. A entrada é gratuita, e os ingressos devem ser retirados antecipadamente na portaria do Museu Ferroviário.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .