top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Juiz de Fora cadastra projetos junto ao Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal

Por Rádio Catedral


Na tarde de ontem segunda-feira, 13, em uma coletiva de imprensa, a prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, anunciou as propostas cadastradas pelo município junto ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Seleções, do Governo Federal.


Conforme divulgado, os investimentos pleiteados contemplam desde demandas em infraestrutura, especialmente obras, como a construção de dez novas Unidades Básicas de Saúde, intervenções de macrodrenagem, novas escolas e creches, mas também atenderão à criação de novos espaços culturais, de segurança, lazer, entre outras ações. O valor total solicitado junto ao Governo Federal totaliza R$ 791.156.482,17, de acordo com a PJF.


O PAC é um edital do Governo Federal, conforme explicou a Prefeita, no qual os municípios analisam e propõem os projetos para o recebimentos dos recursos, que possuem critérios e valores predefinidos por eixos.


Em alguns casos, como, por exemplo, na instalação do Centro Comunitário pela Vida em Juiz de Fora (CONVIVE), programa voltado para a juventude em condições de vulnerabilidade, a cidade disputa com 67 municípios a oportunidade de pleitear a implementação do projeto financiado pelo Governo Federal, que além de pagar as instalações (teatro, espaços esportivos e salas de aula), também custeará o programa nos dois primeiros anos. Na proposta cadastrada, o equipamento será instalado no bairro Parque das Águas.


A Prefeita Margarida Salomão falou sobre o que pleiteia o município com o programa e a expectativa positiva quanto ao recebimento dos recursos.


Confira o detalhamento dos investimentos:

*Fonte: PJF.


Eixo: Água Para Todos - Construção da Quinta Adutora - Investimento de R$ 192.067.000,00

Eixo: Cidades Sustentáveis e Resilientes


- Despoluição do Ribeirão das Rosas (Zona Norte) - Investimento de R$ 28.627.000,00


- Revitalização e recuperação das margens do Paraibuna, incluindo construção de ciclovia entre os bairros Ponte Preta e Vila Ideal - Investimento de R$ 59.121.488,50


- Titulação e documentação para terrenos nos bairros: baixo Dom Bosco, Jardim de Fátima e Jardim Gaúcho - R$ 1.905.016,13

Eixo: Educação, Ciência e Tecnologia


- Construção de três creches, nos bairros: Filgueiras, Grotão e Nova Era - R$ 7.800.000,00


- Construção de duas escolas em tempo integral, nos bairros: Marilândia e Bonfim - R$ 18.400.000,00

Eixo: Infraestrutura Social e Inclusiva


- Elaboração de projetos técnicos para reforma: Museu Mariano Procópio, Museu Ferroviário e Cine-Theatro Central - R$ 690.749,77


- Intervenção na praça do bairro Amazônia - R$ 1.500.000,00


- Construção do CONVIVE em Juiz de Fora - R$ 13.000.000,00


- Intervenções de macrodrenagem em Santa Luzia, São Pedro e Bairro Industrial - R$ 356.488.224,50


- Diversas intervenções em 22 pontos da cidade, como nos bairros Linhares, Vitorino Braga, Dom Bosco e Ipiranga - R$ 64.402.932,19

Eixo: Saúde


- Construção de dez UBSs, nos bairros: Caiçaras, Leste, Marilândia, Nova Benfica, Parque Independência, Ipiranga, Jardim da Lua, Progresso, Santa Efigênia e Santo Antônio - R$ 37.098.821,14


- Construção de quatro CAPs, nos bairros: Nova Benfica, Barbosa Lage, Jóquei Clube e CAPs Leste - R$ 9.028.000,00


- Compra de duas Unidades Odontológicas Móveis - R$ 1.027.250,00


Durante a coletiva, a prefeita foi questionada sobre os próximos passos e também sobre o andamento da contratação da operação de crédito junto ao Banco Latino-americano de Desenvolvimento.

Próximos passos


“Estive na Casa Civil há duas semanas e a informação que nos deram é que esses projetos serão avaliados até a primeira quinzena de dezembro. Na sequência, teremos a liberação dos recursos. O presidente Lula tem pressa, como todos nós que possuímos um mandato. Cabe reforçar que esse é um edital, tal qual os do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), avaliado tecnicamente. Acredito que teremos mais facilidade de acesso a esses investimentos por termos um corpo técnico muito qualificado e projetos muito bem feitos. Estamos muito confiantes no recebimento desses recursos”

E o empréstimo?


“O que estamos fazendo é o que as pessoas fazem nas suas vidas privadas quando tem uma situação de urgência: estamos batendo em todas as portas. Se não conseguirmos pelo PAC, já tenho autorização do Ministério da Fazenda, faltando apenas a autorização no Senado Federal. Mas, se for possível pelo PAC, melhor para a cidade. Não ficamos esperando, estamos batendo em todas as portas. Fizemos os projetos para obter os financiamentos, mas é melhor conseguir via Governo Federal” destacou Margarida.


Também participaram da coletiva o presidente da Câmara de Juiz de Fora, José Márcio Lopes Guedes (Garotinho); o vereador Luiz Otávio Fernandes Coelho (Pardal); além dos secretários de Obras, Lincoln Santos; de Esporte e Lazer, Marcelo Matta; de Planejamento Urbano, Raphael Lopes Ribeiro; de Educação, Nádia Ribas; de Saúde, Ivan Chebli; e Leandro Lisboa, secretário substituto de Segurança Urbana e Cidadania.

1 visualização0 comentário
bottom of page