top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Instituto Cândido Tostes compra equipamento para aperfeiçoar análise de produtos lácteos e queijos

Por Roberta Oliveira

Professor Júnio de Paula ao lado do imunoanalisador do Instituto de Laticínios Cândido Tostes Foto: ILCT-Epamig/Reprodução

O Instituto de Laticínios Cândido Tostes, ligado à Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG ILCT), anunciou a aquisição de um imunoanalisador. Graças a este equipamento, as análises de queijos e produtos lácteos devem ficar mais ágeis e precisas.


O equipamento custou R$ 240 mil e foi comprado com recursos de emenda parlamentar, proposta pela atual prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, quando era deputada federal.


O Professor Júnio de Paula, coordenador de programa de pesquisa em leites e derivados da Epamig, explica a finalidade do equipamento



De acordo com as informações divulgadas pela Epamig, o sistema permite a realização de até 30 ensaios simultâneos. Os resultados, já considerando tempo de incubação, são conhecidos em entre 24h e 48h.


O professor Júnio de Paula destacou que o equipamento é utilizado no projeto de monitoramento da qualidade de queijos artesanais do estado. Segundo ele terá impactos relevantes para o trabalho no instituto e que interessa aos produtores.



O projeto da Fapemig, Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais, começou em outubro e tem duração prevista de 36 meses. Serão analisados queijos artesanais das regiões de Alagoa, Mantiqueira, Serras da Ibitipoca e Campo das Vertentes. O diagnóstico vai acompanhar diferentes etapas da produção, para agregar valor e competitividade ao produto.

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page