top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Homens são presos em flagrante por furto de fios de cobre em Juiz de Fora

Por Fabíola Castro e Roberta Oliveira

*Foto: PMMG.

Dois homens, de 33 e 19 anos, foram presos em flagrante na madrugada desta última quarta-feira, 8, em Juiz de Fora, na Avenida Engenheiro Waldir Pedro Monachesi, no Bairro Aeroporto, por furto de fios de cobre da fiação elétrica.


De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), denúncias foram feitas ao Centro de Operações de que os dois homens estacionaram um veículo próximo a um poste de iluminação pública e lançaram uma escada, e com ferramentas iniciaram cortes em fios de cobre.


As viaturas do 27° Batalhão da Policia Militar foram acionadas e conseguiram efetuar abordagem dos autores, sendo estes presos em flagrante delito, bem como sendo apreendidos o veículo Golf; um alicate corta fio; 150 kg de fio cobre e ferramentas diversas, como explica a ocorrência o assessor do Batalhão da PM, Tenente Gederson Almeida Carvalho.


De acordo com o Tenente Gederson um dos homens já tinha passagem pela polícia pelo mesmo crime.


Em Juiz de Fora, os ferros velhos que compram materiais de cobre devem realizar o preenchimento de um formulário digital que é destinado ao cadastro desses itens no cumprimento de Lei Municipal que exige o registro da origem das peças em depósito, com o intuito de combater esse tipo de crime, além das orientações da própria PM junto a esses comerciantes.


O assessor do 27º batalhão da PM, Tenente Gederson Carvalho reforça a importância das denúncias da população em casos como esse dos furtos de fios de cobre.


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) também confirmou que os dois presos tiveram o flagrante confirmado por furto qualificado e foram levados para o sistema prisional em Juiz de Fora. O caso foi encaminhado para a 2ª Delegacia, onde será apurado.


*Foto: PMMG.


De acordo com o decreto nº 15.269, que regulamenta a lei 14.391, referente ao cadastro demandado a ferros-velhos e depósitos de materiais recicláveis em cobre da cidade, os estabelecimentos ficam obrigados a comprovarem a origem desses itens comprados. A norma exige a manutenção desses documentos em condições de serem solicitados para conferência pelos órgãos fiscalizadores.


Além de dificultar o crime de receptação, a legislação em vigor desde junho de 2022 pretende reduzir a incidência de furtos, sobretudo, de fios de cobre, que geram, além de prejuízos materiais, significativos problemas no fornecimento de serviços essenciais para a população.



Confira também:


40 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page