top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Funalfa realiza live para orientar sobre inscrições nos editais do Programa Cultural Murilo Mendes

Por Roberta Oliveira

Funalfa anuncia investimento de R$ 2 milhões nos editais do Programa Cultural Murilo Mendes Foto: Carlos Mendonça/PJF

Quer se inscrever no Programa Cultural Murilo Mendes, mas ainda tem alguma dúvida? Nesta terça-feira, 28, é a chance de esclarecer. A Fundação Alfredo Ferreira Lage promove uma live do projeto “Dedo de Prosa” para explicar as regras dos dois editais abertos a partir das 19h30, pelo canal da Funalfa no Youtube.


Leia também:


A Supervisora do Programa Cultural Murilo Mendes, Fernanda Amaral, fala sobre os editais previstos para este ano, com orçamento total de R$ 2 milhões. Dois já estão com inscrições abertas até 12 de julho.



Fernanda Amaral destaca a obrigação de estar inscrito no Cadastro Municipal de Agentes Culturais de Juiz de Fora, o CAD Cultural, para poder concorrer neste ano e também que foram adotadas ações afirmativas em três editais, entre eles, o "Esparrama".



O prazo de inscrição no CAD Cultural para participar dos dois primeiros editais termina no dia 7 de julho e pode ser feita pelo site da Prefeitura. Podem concorrer aos recursos do Programa Cultural Murilo Mendes artistas, produtoras e produtores culturais acima de 14 anos e que residam em Juiz de Fora há pelo menos um ano. No caso de imigrantes, é necessário estar em situação regular.


Menores de 18 anos devem fazer a inscrição presencialmente atendimento presencial, na Avenida Rio Branco 2.234, Paço Municipal no Centro. Agendamento presencial para o CAD Cultural ou para inscrição presencial para pessoas com dificuldade de acesso à internet ou para quem tem dúvidas sobre o Programa Cultural Murilo Mendes devem ser realizadas pelo telefone (32) 3212-8456 ou mensagem via WhatsApp (32) 98447-0403.

Os editais abertos

- “Esparrama”

Valor total: R$ 190 mil – Seleção de até cem projetos de apresentação artístico-cultural, individual ou coletiva, no valor de R$ 1.900,00 (valor líquido) cada.


Conforme a diretora-geral da Funalfa, Giane Elisa Sales de Almeida, o objetivo é incentivar artistas que estão dando os primeiros passos na carreira e que precisam de uma oportunidade para apresentar seu trabalho. As apresentações artístico-culturais podem ser individuais ou coletivas, nas variadas formas de linguagens, com duração de 1h30 a 2h.


- “Cultura da/na Quebrada”

Valor total: R$ 310 mil – Seleção de projetos realizados por grupos, com teto de custo fixado em R$ 15 mil cada (valor bruto)


É a segunda edição do edital, que fomenta ações promovidas por agentes culturais de periferia. As propostas devem acontecer em coletivos. A transferência de recursos se dará em parcela única, e o prazo para execução do projeto é de seis meses, a partir da assinatura do contrato.


Em relação a 2021, terá R$ 110 mil a mais na comparação com o valor aplicado em 2021, por causa do aumento superior a 50% no investimento se deve à grande procura e à boa repercussão no ano passado.


Dos quatro editais previstos, é o único edital que não segue a política de cotas, porque a participação tem como base a tabela de classificação da vulnerabilidade territorial. A lista de bairros habilitados pode ser consultada no site do Programa Murilo Mendes.


De acordo com a Prefeitura, os editais “Murilão”, que prevê recursos de R$ 1.100 milhão e “Quilombagens”, que terá R$ 400 mil em recursos, devem ser divulgados em agosto.


19 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page