• Radio Catedral

Domingo da Misericórdia é celebrado na Catedral

por Giovane Rezende

A Igreja celebrou no último domingo, a Festa da Divina Misericórdia. Este dia foi instituído no calendário litúrgico da Igreja pelo saudoso e amado Papa João Paulo II, em 30 de abril de 2000, e é dedicado a aproximar ainda mais os fiéis de Deus e a reforçar a crença na Sua Misericórdia.

A data ainda recorda o evangelho do Segundo Domingo da Páscoa. O Arcebipo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu a celebração na Catedral de Santo Antônio. O pastor fala sobre a Misericórdia de Cristo, que ressuscitou a fé de São Tomé e instituiu o Sacramento da Confissão.

Desde o ano 2000, quando o Papa publicou o decreto, as comunidades e as paróquias de todo o mundo passaram a celebrar no segundo domingo da Páscoa a Festa da Divina Misericórdia. Quando instituiu o Domingo da Misericórdia, o Papa João Paulo II estava atendendo a um pedido do próprio Cristo que, no ano de 1931, no período entre a Primeira e a Segunda Grande Guerra Mundial, confiou a Irmã Maria Faustina Kowalska, a Santa Faustina, apóstola da Divina Misericórdia, o Seu desejo de que o domingo após a Páscoa deveria renovar no coração da humanidade a convicção de que Deus é misericordioso, como comenta Dom Gil Antônio Moreira.

Conforme Dom Gil, ao acolher São Tomé, Jesus cura a incredulidade do apóstolo quando é chamado a tocar os sinais de Seu martírio. Somos convocados a receber a misericórdia divina e assumirmos o dever de sermos misericordiosos.

Confira as fotos:


0 comentário