• Radio Catedral

Dom Gil fala sobre o exemplo de São Bento

Por Fabíola Castro



Neste sábado, 11 de julho, a Igreja Católica celebra São Bento. Ele nasceu na cidade de Núrsia, na Itália e viveu entre os anos de 480 e 547. Pertencia à influente e nobre família Anícia e tinha uma irmã gêmea chamada Escolástica, também Santa da Igreja.


Bento era ainda muito jovem quando foi enviado a Roma para aprender retórica e filosofia. No entanto, decepcionado com a vida mundana e superficial da cidade eterna, retirou-se para uma vida ascética e reclusa, passou a se dedicar ao estudo da Bíblia e do cristianismo.


Ainda não satisfeito, isolou-se numa gruta do Monte Subiaco. Assim viveu por três anos, na oração e na penitência, estudando muito. Depois, se agregou aos monges de Vicovaro, que logo o elegeram seu prior. Mas a disciplina exigida por Bento era tão rígida, que estes monges tentaram envenená-lo. Abandonou então o convento e no sopé do Monte Cassino construiu o seu primeiro mosteiro e fundou a Ordem dos Beneditinos. Resumia sua regra no lema “ora et labora” (reza e trabalha). Deste modo, se estabelecia o ritmo da vida monástica: o justo equilíbrio do corpo, da alma e do espírito, para manter o homem em comunhão com Deus.


São Bento foi declarado patrono principal de toda a Europa, pelo Papa Paulo VI em 1964.


Símbolo de São Bento é sua medalha, um sacramental, isto é, um sinal visível de nossa fé. O uso habitual da medalha tem por efeito colocar-nos sob a especial proteção de São Bento, principalmente quando se tem confiança nos méritos de tão grande Santo e nas grandes virtudes da Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo.


São Bento foi responsável pela edificação de diversos mosteiros e fundador da Ordem dos Beneditinos, como comenta o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, cuja paróquia de origem, em Itapecerica (MG), também é dedicada ao santo.

As informações sobre a vida de São Bento nos foram transmitidas pelo seu biógrafo e contemporâneo, Papa São Gregório Magno.

Dom Gil fala que São Bento viveu intensamente sua fé em Cristo.

Na Arquidiocese de Juiz de Fora há o Mosteiro da Santa Cruz das Monjas Beneditinas, ramo feminino da ordem, que foi fundada pela irmão gêmea de São Bento, Santa Escolástica.

Celebrações em honra a São Bento


No Mosteiro da Santa Cruz, localizado no Bairro Paineiras, em Juiz de Fora, Dom Gil celebra uma Missa às 10h, neste sábado (11), com a participação apenas das irmãs, por medida de segurança por conta da pandemia.


Na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, do Bairro Linhares, depois de realizar uma novena on-line com a participação dos seminaristas da Comunidade Evangelizadora Magnificat, neste dia 11, a Missa festiva com transmissão pelo Facebook da Paróquia será realizada às 12h.


Na Paróquia Divino Espírito Santo, no Bairro Progresso, haverá uma missa em honra a São Bento, padroeiro de uma de suas comunidades às 19h, transmitida pelo Facebook da Paróquia.


Na cidade de Belmiro Braga (MG) também há uma capela dedicada ao santo fundador dos Beneditinos, localizada no Distrito de Sobragy. Neste sábado (11), haverá uma missa às 19h, com transmissão no Facebook da Paróquia.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .