top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Dom Gil Antônio Moreira: "testemunho de São Pedro e São Paulo nos convoca a divulgar a Palavra de Deus"

Por Rádio Catedral


Neste sábado (29), a Igreja Católica celebra os Santos Pedro e São Paulo, considerados “os cabeças dos apóstolos” por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva. Várias paróquias na Arquidiocese de Juiz de Fora estão com programação festiva (confira abaixo).


Em vídeo publicado nas redes sociais, o Arcebispo Dom Gil Antônio Moreira analisou como a relação de Pedro e Paulo com Cristo levou a um intenso e exemplar testemunho da Palavra de Deus. Ele reforça que os santos são as colunas da Igreja Católica.



Dom Gil reforça que, por caminhos e atitudes diferentes, São Pedro e São Paulo se tornaram referências para a Igreja Católica.




Os testemunhos de São Pedro e São Paulo convocam os católicos a se dedicarem à missão de divulgar a Palavra de Deus onde estivermos, como reforça o arcebispo.




Neste fim de semana, em especial, além de pedirmos a intercessão de São Pedro e São Paulo por nós e pela Igreja, Dom Gil lembra que é o momento de também rezarmos pelo Papa Francisco.






Jesus é o caminho

“Senhor, para quem iremos? Somente tu tens palavras de vida eterna; nós acreditamos e sabemos que és o Santo de Deus”

As palavras de São Pedro citadas no Evangelho de São João são o tema do editorial com Padre Domício.






Festa na Arquidiocese de Juiz de Fora


Em Juiz de Fora, na paróquia São Pedro, na Cidade Alta, serão celebradas Missas às 15h e 19h. E a tradicional festa, com diário de barraquinhas, termina no domingo, com Show de Prêmios às 14h, na Avenida Senhor dos Passos, 1.592, no Bairro São Pedro.


Em Pequeri, hoje haverá Missa Festiva às 19h, na Paróquia de São Pedro Apóstolo, na Praça São Pedro, s/nº, Centro seguida de procissão luminosa com a imagem do padroeiro e funcionamento de barraquinhas. Amanhã, haverá missa às 10h, tradicional almoço no Adro da Matriz às 11h30 e depois às 14h haverá Leilão de gado no Parque de Exposições.


Em Bom Jardim de Minas, a Igreja São Pedro que fica na área rural Rio do Peixe, tem Missa e procissão com a imagem de São Pedro a partir das 13h e, em seguida, leilão.


Em Santana do Deserto, a Comunidade São Pedro, que fica na Praça Agente Carlos Rosas, s/nº, no Distrito de Ericeira, termina o tríduo às 19h. O padroeiro terá programação festiva amanhã, a partir das 9h30 com Missa Solene e Procissão, almoço festivo a partir de 12h e show de prêmios às 14h. A cantina funciona todos os dias.





História de São Pedro e São Paulo

Fonte: Canção Nova


São Pedro, príncipe dos Apóstolos

Tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu o Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro.

Um homem simples e impulsivo. Falou, muitas vezes, em nome dos Apóstolos e não hesitou em pedir a Jesus explicações e esclarecimentos sobre sua pregação.

Foi o primeiro a responder ao Mestre: “Senhor, para quem iremos? Somente tu tens palavras de vida eterna; nós acreditamos e sabemos que és o Santo de Deus” (Jo 6,67-68) diante da pergunta que Cristo fez aos discípulos: “Também vocês querem ir embora?”.


Primeiro Papa da Igreja

Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade.

São Pedro é o apóstolo que Jesus Cristo escolheu e investiu da dignidade de ser o primeiro Papa da Igreja. “E eu te digo: Tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus.”

São Pedro é o pastor do rebanho santo, é na sua pessoa e nos seus sucessores que temos o sinal visível da unidade e da comunhão na fé e na caridade.


Martírio

Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, sendo crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo. Escreveu duas Epístolas e, provavelmente, foi a fonte de informações para que São Marcos escrevesse seu Evangelho.


São Paulo

Saulo era natural de Tarso. Recebeu educação esmerada “aos pés de Gamaliel”, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles.


De perseguidor cristão à conversão 

Converteu-se à fé cristã, enquanto perseguia os cristãos, no caminho de Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado lhe apareceu e o chamou para o apostolado:  “Saulo, Saulo, por que você me persegue?”. Recebeu o batismo do Espírito Santo e preparou-se para o ministério.

Desde então, converteu-se e começou a pregar o Cristianismo, viajando pelo mundo, pregando o Evangelho de Jesus Cristo e o mistério de Sua Paixão, Morte e Ressurreição.


Apóstolo das Gentes

Tornou-se um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades.

De perseguidor passou a perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos Gentios”.



2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page