top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Dom Gil Antônio Moreira reforça a importância da base afetiva da fé na relação com Deus

Por Roberta Oliveira


Em vários momentos, Jesus Cristo deu o exemplo da oração, da conversa diretamente com Deus. As bases afetivas desta fé e a força e o consolo ao longo da nossa jornada foram os temas da homilia de Dom Gil Antônio Moreira, na missa do 14º Domingo do Tempo Comum.


O arcebispo metropolitano lembrou que Jesus rezou antes de decisões importantes, como antes da escolha dos apóstolos ou no Horto das Oliveiras ou quando pede a Deus pela unidade da Igreja Católica.


O capítulo 11 do Evangelho de São Mateus traz mais um momento de Jesus orante, agradecendo pelas pessoas que em sua simplicidade tinham o coração aberto à palavra de Deus.



Ainda no Evangelho deste domingo, Dom Gil Antônio Moreira reforça a manifestação de Jesus sobre a ligação eterna com Deus: "ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho"



Na mesma pregação, Jesus destacou que a força da fé vem da relação cada vez mais próxima e afetiva com Deus, como explicou o arcebispo.



Dom Gil lembra que Jesus indicou que Deus tem por nós um amor incondicional, especialmente nos nossos piores momentos.



Por isso, o arcebispo metropolitano nos conclamou a manter sempre viva esta ligação com Deus ao longo da nossa vida.

Assista à íntegra da Missa do 14º Domingo do Tempo Comum



19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page