top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Dia Nacional do Teste do Pezinho destaca importância do exame para os recém-nascidos

Por Fabíola Castro

Foto: ©Edilson Rodrigues|Agência Senado.

O Dia Nacional do Teste do Pezinho é celebrado nesta terça-feira, 6 de junho. É um exame obrigatório no Brasil, podendo ser realizado na rede pública ou privada, a fim de diagnosticar precocemente doenças raras e reduzir a taxa de mortalidade neonatal.


Todas as crianças recém-nascidas devem ser submetidas ao teste, pois essas doenças não apresentam sintomas no nascimento e, o diagnóstico precoce faz toda a diferença.


Quem explicou melhor sobre esse importante teste para a saúde dos bebês foi a médica pediatra, Dra Patrícia Brandão, em entrevista para o quadro Bendita Saúde desta terça-feira, 6.


Confira:


O que é o teste do pezinho? Como ele é feito?


Tem um tempo de vida ideal da criança para que o teste seja feito? Se passar desse tempo ainda pode ser feito?


Quais doenças se detectam no teste do pezinho?


É um exame oferecido gratuitamente?


Os comprometimentos na saúde dos bebês identificados no teste do pezinho podem evitar problemas futuros na saúde?


Quais as suas considerações? Obrigada pela entrevista!


O Teste do Pezinho é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e após ser publicada em 27 de maio de 2021 a Lei do Teste do Pezinho Ampliado (Lei nº 14.154) foi ampliado para 50 o número de doenças rastreadas pelo exame. A medida entrou em vigor no dia 6 de junho de 2022 para ser implantada gradativamente, por etapas. Anteriormente eram englobadas no teste apenas seis doenças que eram fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase. Com a nova lei, o exame passou a abranger 14 grupos de doenças, entre elas, problemas genéticos no sistema imunológico e também a atrofia muscular espinhal.

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page