• Radio Catedral

Devotos manifestam alegria pela festa presencial de Santo Antônio na Catedral de Juiz de Fora

Por Roberta Oliveira

Chegada da imagem de Santo Antônio à Catedral Metropolitana | Imagem: WebTV A Voz Católica/Reprodução

A segunda-feira, 13 de junho, foi dia de demonstração pública de fé e da felicidade por poder se reunir para celebrar Santo Antônio, na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora.


"Que a gente possa aprender com ele a ser missionários da bondade, do amor, apóstolos do bem, da verdade e da Justiça", disse o Administrador Paroquial, Padre José de Anchieta Moura Lima.


Ao longo das missas, celebradas a cada duas horas, foram distribuídos cerca de 10 mil pães. O ponto alto foi a cerimônia presidida pelo Arcebispo Dom Gil Antônio Moreira na chegada da carreata que saiu do Seminário Santo Antônio.



A alegria do reencontro na festa do padroeiro

Após dois anos sem festa com a presença dos fiéis, a retomada não foi igual. No entanto, ver a igreja cheia deixou feliz Maria do Carmo, que trabalhou nas barraquinhas durante as festividades.


Tarcísio José terminou um trabalho a tempo de participar pela primeira vez da carreata do Seminário de Santo Antônio até a Catedral.


Vivian Oliveira, a filha do Tarcísio, falou sobre a emoção de voltar a manifestar o carinho a Santo Antônio de forma presencial.


"Santo Antônio nos ensina a viver a bondade de Deus"


Além da felicidade, a gratidão. O Administrador Paroquial, Padre José de Anchieta Moura Lima, agradeceu a todos que colaboraram e tornaram possível a realização da festa de Santo Antônio na Catedral. Ele também comentou sobre o exemplo que o padroeiro deixa aos devotos: o amor e a prática do Evangelho.


Santo Antônio "Fujão"


Primeira imagem de Santo Antônio de Juiz de Fora Foto: Catedral Metropolitana

A Catedral Metropolitana de Juiz de Fora abriga a imagem de Santo Antônio Fujão. Ela foi a primeira de Juiz de Fora e possui mais de 200 anos.


Segundo o site da Catedral, quando foi construída a capela de Santo Antônio de Juiz de Fora, em meados do ano de 1844, à margem da Estrada Geral - hoje avenida Barão do Rio Branco -, trouxeram em procissão a imagem de Santo Antônio para o novo templo.


Porém, a imagem teria sumido e aparecido na sua capelinha de origem. Tornaram a levar a imagem do santo para a nova capela, mas novamente ela retornou para seu local de origem.


Daí o nome “Santo Antônio Fujão”. A imagem é preservada até hoje, passou por um processo de restauração e ela é exposta durante a Festa de Santo Antônio, no dia 13 de junho.



Santo Antônio na Rádio Catedral


Desde o início da trezena, em 31 de maio, a Rádio Catedral FM divulgou os preparativos e a importância do padroeiro em diferentes cidades da Arquidiocese e como o exemplo do santo português pode nos inspirar cotidianamente.


Confira as nossas matérias especiais:


0 comentário