top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

De acordo com Secretário de Desenvolvimento, Juiz de Fora tem melhor saldo de empregos em janeiro desde o início da série histórica

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram divulgados na última sexta-feira, 15, pelo Ministério do Trabalho e Emprego.


Por Rádio Catedral


De acordo com dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), na última sexta-feira (15), pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em Juiz de Fora foram criados 284 novos postos de trabalho, em janeiro, diferença entre 5.908 admissões e 5.624 desligamentos realizados no período.

 

Pela primeira vez desde o início da série histórica, Juiz de Fora registrou saldo positivo na geração de empregos em janeiro, mês tipicamente marcado pelas demissões de empregados temporários, como destacou o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo, da Inovação e Competitividade, Ignacio Delgado.



Iniciada em 2020, a série histórica do Novo Caged demonstra que o primeiro mês do ano é um período tipicamente marcado pelas demissões de empregados temporários. Nos anos anteriores, as demissões superaram as contratações em 446 (2020); 186 (2021); 608 (2022) e 545 postos de trabalho em 2023.

 

Nos últimos 12 meses, segundo os dados, o saldo é de 4.657 vagas criadas, aumento de 19,81% em relação aos 12 meses imediatamente anteriores.

 

Conforme divulgado, os desligamentos do final e do início do ano, característicos do setor do Comércio, com menos 446 postos de trabalho, foram compensados pelo aumento do saldo de contratações nos setores de Serviços (344), da Construção (273) e Indústria (135). O Setor de Agropecuária apresentou saldo negativo de 22 postos.

 

No acumulado dos últimos 12 meses, todos os setores apresentaram resultado positivo, conforme os dados divulgados: o setor de Serviços criou 3.423 vagas; Comércio, 979; Indústria, 229; Construção, 18; e Agropecuária, 8.

 

Em janeiro, o Estoque (total de vínculos celetistas) na cidade chegou a 143.232, crescimento de 0,20% em relação ao mês imediatamente anterior, dezembro de 2023.

 

Ainda de acordo com o Caged, o Brasil criou 180.395 empregos formais no mês de janeiro. Em Minas Gerais, o saldo total de empregos também ficou positivo, 13.784. Ambos apresentaram queda no saldo no setor do Comércio, com menos 38.212 e  menos 6.643 postos de trabalho, respectivamente, e aumento de criação de vagas nos demais setores.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page