top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Cuidado com os olhinhos: câncer raro nos olhos, o retinoblastoma, atinge crianças de 0 a 5 anos

Por Fabíola Castro


Neste 18 de setembro foi lembrado o Dia Nacional de Conscientização e Incentivo ao Diagnóstico Precoce do Retinoblastoma que é um tipo raro de câncer ocular, mais comum em crianças e responde por 3% dos cânceres infantis, chegando a cerca de 400 casos por ano.


Essa doença ganhou mais visibilidade e informações sobre ela na mídia depois que um casal de jornalistas, Tiago Leifert e Daiana Garbin, contaram do diagnóstico de sua filha aos 11 meses. A pequena tem hoje quase três anos e trata a doença desde 2021. A descoberta foi feita quando a doença já estava em estágio avançado.


Uma campanha chamada "De Olho nos Olhinhos" alerta sobre sinais e sintomas do câncer que é uma doença muito perigosa, agressiva e pode ser fatal.


Falar sobre o retinoblastoma é uma forma de alertar pais e mães para ficarem atentos também à saúde ocular, a saúde dos olhos dos pequenos, por isso, trazemos novamente uma conversa que tivemos com o Oftalmologista, Dr Luciano Arantes, sobre a doença.


Confira:


O que é o retinoblastoma?


Além das crianças pode atingir outras faixas etárias?


Quais são os fatores de risco? O que os pais devem observar ou fazer para prevenir nas crianças?


Quais sinais e sintomas podem ser observados?


Como é o diagnóstico?


Feito o diagnóstico como é o tratamento?


O diagnóstico precoce é sempre muito importante para o sucesso do tratamento e no caso do retinoblastoma tem cura?


É preciso reforçar a importância dos exames realizados ainda quando bebês, como teste do olhinho, entre outros para que possa ser detectado precocemente qualquer problema que pode repercutir inclusive mais tarde na vida da criança, quando adolescente ou até mesmo quando adulto?


O retinoblastoma precisa ser cuidado precocemente, apesar de ser um câncer raro que acomete as crianças. Mas é sempre importante a realização de todos os exames preconizados ainda quando bebês.



Vídeo que o jornalista Tiago Leifert publicou em suas redes sociais sobre a campanha "De Olho nos Olhinhos"


*Reprodução Instagram do jornalista.



Fotografia com flash



Esse câncer ocular pode ser diagnosticado pelo teste do olhinho, que precisa ser feito assim que o bebê nasce, ou nos exames de fundo de olho, em que a pupila é dilatada e o médico usa um feixe de luz para verificar a cor do reflexo. Mas os pais podem também fazer uma fotografia com flash dos pequenos e ao perceber algo anormal procurar a ajuda medica.


A Tucca - Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer promove o diagnóstico precoce do retinoblastoma com a campanha Fotografe Seu Filho com Flash. Isso porque um dos sinais da doença é uma mancha esbranquiçada na pupila, chamada de leucocoria, como destacou o Oftalmologista na entrevista. Muitas vezes, ela só é notada sob luz artificial quando a pupila está dilatada ou quando o flash bate sobre os olhos.

9 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page