top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Confirmado primeiro caso de monkeypox em Ubá (MG)

Por Rádio Catedral

Testes para monkeypox | Foto: Dado Ruvic/Reuters.

O primeiro caso de monkeypox/varíola das macacos em Ubá (MG), na Zona da Mata, foi confirmado nesta quinta-feira, 15 de setembro. A informação foi divulgada no boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de Minas Gerais e em uma nota da Secretaria Municipal de Saúde publicada nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Ubá.



O paciente é do sexo masculino, com idade entre 30 e 35 anos, sem histórico de viagem em locais com confirmação da doença. De acordo com a Secretaria Municipal, ele se encontra bem, com sintomas leves, em isolamento domiciliar e sob monitoramento das equipes de Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária à Saúde.


Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a amostra foi coletada no dia 08 de setembro e enviada para análise na Fundação Ezequiel Dias (FUNED), em Belo Horizonte. O resultado positivo saiu na terça-feira, dia 13.


Orientações em caso de suspeita


Caso o paciente tenha tido contato com pessoas com a doença ou esteve em regiões onde a Monkeypox foi confirmada e apresente algum sintoma, deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para receber atendimento e orientações.


A Prefeitura de Ubá reforçou que a transmissão da Monkeypox ocorre através de contato pessoal com secreções respiratórias, com as lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados, saliva e contato íntimo.


Para se prevenir, as dicas são o uso de máscara, higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool gel, evitar aglomerações e manter ambientes ventilados.



Registros na Zona da Mata e Campo das Vertentes


De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgado nesta quinta, 15, na Zona da Mata, além do caso na regional de saúde em Ubá, foram confirmados 9 casos na Regional de Juiz de Fora - incluindo um registro em um cachorro; um em Cataguases e outro em Leopoldina.


No Campo das Vertentes, dois registros: um em Barbacena e outro em São João del Rei.



Monkeypox em MG


Nesta quinta, 15, a atualização divulgada pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais informa 399 casos de Monkeypox confirmados por exames laboratoriais. Outros 902 casos foram descartados e há 933 em investigação. Atualmente, dois pacientes confirmados para Monkeypox encontram-se em internação hospitalar por necessidades clínicas.


Até o momento, o Estado registrou uma morte: um paciente de 41 anos, do sexo masculino, residente em Belo Horizonte e natural de Pará de Minas. Ele estava em acompanhamento hospitalar para monitoramento de outras condições clínicas graves e morreu em 28 de julho.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page