top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Confiança, compromisso, doação: Pe. Miguel Campos comenta as reflexões do Mês do Dízimo 2023

Por Roberta Oliveira


Novembro é o Mês do Dízimo, este gesto de amor a Deus, à Igreja e ao próximo. Neste ano, o tema “Dízimo e vida espiritual”, inspirado pelo lema bíblico “Confia no teu Deus! Honra o Senhor com teu Dízimo” (Pr 3,5a. 9a.).


A fim de divulgar a campanha, a pastoral arquidiocesana preparou materiais que serão distribuídos nos quatro domingos do mês nas paróquias. Os folders contêm reflexões acerca do “Dízimo e vida espiritual”, “Gesto litúrgico do dízimo”, “Modalidades do dízimo” e “As finalidades do Dízimo”. Acesse todos os materiais neste link.


O Assessor da Pastoral do Dízimo Arquidiocesana, Padre Miguel de Souza Lima Campos, comenta o objetivo das reflexões sobre gesto cristão ao longo deste mês.

Padre Miguel, comenta que o dízimo está interligado com o compromisso de fé e de participação nas paróquias.

O Assessor da Pastoral do Dízimo Arquidiocesana, Padre Miguel de Souza Lima Campos, fala sobre este momento de campanha e de aprofundamento sobre a espiritualidade e a compreensão da importância deste gesto. Além disso, agradecer aos dizimistas e convidar para que outros se juntem a este grupo.

Para onde vai o Dízimo?


Na Arquidiocese de Juiz de Fora, 10% do Dízimo é destinado à Cúria Metropolitana, contribuindo com os trabalhos do Arcebispo, do Centro Pastoral, do Tribunal Eclesiástico, do setor contábil e do setor jurídico.


Além disso, 5% é destinado à formação dos futuros padres no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, que conta os seminaristas, padres e funcionários; 1% mantém o Fundo de Auxílio Sacerdotal (FAS), que auxilia no Plano de Saúde e cuidado médicos dos padres, inclusive dos mais idosos; e 1% auxilia nos trabalhos pastorais das foranias, conjunto de paróquias mais próximas. Os 83% restantes são destinados à manutenção das paróquias.

29 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page