• Radio Catedral

Chuvas atípicas e falta de cuidados da população dificultam combate à dengue em JF


Foto: Divulgação/PJF

As chuvas atípicas de abril e a falta de cuidados da população em vistoriar, semanalmente, as residências e quintais para verificar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e chikungunya, preocupam a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Juiz de Fora.


Dos 3.433 imóveis visitados pelos agentes de combate a endemias nas últimas forças-tarefas, 169 possuíam focos. Durante as vistorias, os agentes eliminaram 896 criadouros e trataram outros 2500 depósitos com larvicida.


As chuvas atípicas de abril também preocupam a Vigilância Epidemiológica. Este mês, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), registrou, em Juiz de Fora, acumulado de precipitações de 173,3 milímetros. O índice representa mais de duas vezes o previsto para o mês, conforme a média histórica, que é de 78,6 milímetros.


Por causa da chuva, a aplicação de larvicida contra os criadouros de Aedes aegypti nas marquises do Centro continua sendo feita pela equipe da “Sala de Operações da Dengue”. Estes locais podem acumular água e se tornar criadouros.


Nesta Terça-feira (30), a reaplicação vai ser na Rua Espírito Santo; quinta-feira, 2 de Maio, nas ruas Batista de Oliveira, parte baixa, e Francisco Maia; na sexta-feira, 3 de Maio, nas ruas Batista de Oliveira, parte alta, e Roberto de Barros.


Na quinta-feira (2), duas moradias em situação insalubre vão ser limpas pela “Sala de Operações”. Estão localizadas no Bairro Benfica. O trabalho vai começar às 8h. Denúncias de situações que podem levar à proliferação do Aedes devem ser feitas pelo telefone 199 – Disque Dengue ou pelo aplicativo Colab.


Segundo informações da Secretaria de Saúde, um dos problemas recorrentes encontrados pelos agentes de combate a endemias são caixas d’água destampadas, perigosas para proliferação do Aedes. Entre agosto de 2018 até abril deste ano, a Sala de Operações da Dengue colocou telas em 4.760 recipientes. Estas telas geram custos para a Secretaria. Nos últimos nove meses foram gastos cerca de R$ 166 mil com esta ação, recursos que a administração municipal poderia estar investindo em outros projetos.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Juiz de Fora

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .