top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Casarão histórico do Distrito de Sarandira ganha projeto de restauro

Atualizado: 29 de abr.

Por Rádio Catedral

Foto: Carabina Cultural | Divulgação.

O Casarão de Sarandira, último remanescente do núcleo urbano do distrito construído sob as premissas da arquitetura colonial, vai ganhar um projeto de restauração das pinturas parietais (executadas sobre uma parede). Realizado pelo Ateliê São Lourenço, a partir de uma proposta da Associação Carabina Cultural, o trabalho entra na fase de conclusão, e o passo seguinte será a captação de recursos para viabilizar as intervenções. A elaboração do projeto tem patrocínio do Edital Murilão, que integra o Programa Cultural Murilo Mendes, mantido pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e gerido pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).

 

Durante a prospecção realizada nas paredes do Casarão de Sarandira, as especialistas em restauração Rita de Cássia Cancela Andrade e Tayami Fonseca França encontraram, sob várias camadas de tinta, pinturas originais de rara beleza, com temas bucólicos, naturezas vivas e florais.


Foto: Carabina Cultural | Divulgação.


O diretor da Carabina Cultural, Carlos Canela, explica o projeto de restauração do casarão.



Carlos Canela ressalta que as pinturas encontradas nas paredes do casarão trazem informações históricas muito valiosas.



A recomposição das pinturas é parte de um projeto maior de revitalização da construção como um todo, considerando que os projetos arquitetônico, estrutural, hidrossanitário, elétrico e contra incêndio já estão concluídos.

 

Com 12 cômodos construídos na técnica de pau a pique, o casarão é testemunha da ocupação da região e constitui uma importante memória do ciclo da cafeicultura. Originalmente erguido para ser residência familiar, também funcionou como escola, posto telefônico e consultório dentário. Entre as muitas curiosidades que guarda está o fato de ter hospedado o “Juiz de Fora”, antes da fundação da cidade. Atualmente, encontra-se desocupado, aguardando o início do restauro.

 

Neste sábado, 27 de abril, como contrapartida do projeto, a comunidade de Sarandira poderá conhecer detalhes da proposta de restauração das pinturas parietais do casarão em um evento na comunidade, como lembra o diretor da Carabina Cultural, Carlos Canela.



O debate com a arquiteta Rita de Cássia Cancela Andrade será a partir das 18h, no Bar do Marquinho, no centro do distrito de Sarandira. A reunião terá ainda roda de viola com Conrado Pável de Oliveira, o coordenador do projeto Sarandirando.

 

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page