top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Ataque de enxame de abelhas, em Guarará (MG), leva duas pessoas a óbito – Bombeiro orienta cuidados

Por Fabíola Castro e Roberta Oliveira

Imagem ilustrativa | Foto: Freepik.


No último fim de semana, o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer pessoas atacadas por exame de abelhas no município de Guarará (MG), distante cerca de 42 km de Juiz de Fora.


No local, uma mulher de 58 anos, estava trabalhando em uma área próxima de um apiário no interior de uma propriedade na Zona Rural – da qual ela era moradora proprietária -, quando foi atacada pelas abelhas. Na sequência, conforme informação dos militares, um homem, de 52 anos, foi tentar ajudá-la e também foi atacado, resultando no óbito de ambos.


Outras duas vítimas foram também atacadas na tentativa de prestar socorro, sendo uma mulher, de 40 anos, que foi atendida e conduzida por ambulância sanitária, e um homem, de 45 anos, que sofreu algumas picadas, porém, não foi necessário ser conduzido ao hospital.


O local, uma propriedade rural, era de difícil acesso e durante o deslocamento houve uma forte chuva, ainda segundo os Bombeiros que conseguiram chegar ao local somente com auxílio de um veículo 4x4. Quando chegaram, as vítimas já tinham sido retiradas de próximo ao apiário pelos funcionários da fazenda.


Os corpos ficaram sob responsabilidade da Policia Militar aguardando perícia. O Corpo de Bombeiros informou que devido o local já ser um apiário, os militares constataram a segurança, e não foi verificado algo que pudesse justificar uma intervenção da corporação.


O Tenente Henrique Fonseca, do Batalhão de Bombeiros Militar, comenta sobre a ocorrência do ataque de abelhas em Guarará e reforça que são animais perigosos que precisam de cuidados em seu manuseio e contato.


Tenente Henrique orienta o que fazer em caso de ataque de abelhas.


Em caso de se verificar um enxame de abelhas em casa, a população deve acionar o Corpo de Bombeiros, como também orienta o Tenente Henrique Fonseca.


16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page