top of page

Arquidiocese de Juiz de Fora adere ao dia de oração no Haiti pela libertação de sequestrados

Por Rádio Catedral com informações da Arquidiocese de Juiz de Fora



A Arquidiocese de Porto Príncipe e a Conferência dos Religiosos do Haiti anunciaram que, esta quarta-feira, 24 de janeiro, será um dia dedicado à oração, meditação e adoração eucarística. Todos os fiéis haitianos são convidados a “organizar uma corrente de orações incessantes” pela libertação das seis religiosas sequestradas no último dia 19, juntamente com seu motorista e um passageiro do micro-ônibus que as transportava.


“Que eles parem de pisar na dignidade inalienável dos filhos de Deus!”: esse é o grito do coração do Arcebispo Max Leroys Mesidor, de Porto Príncipe, Presidente da Conferência Episcopal Haitiana, e do Padre Morachel Bonhomme, Presidente da Conferência dos Religiosos do Haiti, em um comunicado de imprensa conjunto emitido na segunda-feira (22).


Solidarizando-se com os parentes de todas as outras pessoas sequestradas, os religiosos conclamam os líderes haitianos a assumirem suas responsabilidades: “É hora de tomar as medidas necessárias para erradicar os flagelos do sequestro e da violência de grupos armados, que estão mergulhando o país em uma situação cada vez mais confusa e caótica.”


Em seguida, o comunicado dirige-se diretamente aos sequestradores, pedindo a libertação imediata e incondicional de todos os sequestrados. “Em nome de Deus, a quem vocês devem temer, parem com essas práticas abjetas e criminosas que mancham essa terra sagrada que Deus nos deu!”


Por fim, o Arcebispo Mesidor e o Padre Bonhomme convidam todos os sacerdotes, religiosos, religiosas e fiéis leigos a organizarem “em todas as paróquias e comunidades uma corrente de oração incessante pela libertação dos sequestrados e por suas famílias”.


Arquidiocese de Juiz de Fora em comunhão com a Igreja do Haiti

Na noite dessa terça-feira (23), o Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, conclamou o Clero Arquidiocesano e o povo de Deus a participar da campanha iniciada pelo Arcebispo de Porto Príncipe. O Pastor Arquidiocesano pediu que este 24 de janeiro seja um dia de oração, adoração e penitência pela soltura das religiosas sequestradas e pela paz da Igreja no Haiti. Confira a íntegra do comunicado:


Nossa Arquidiocese de Juiz de Fora tem um laço missionário com o Haiti. Estivemos lá várias vezes. Depois que terminou o compromisso da ONU de manter ali Forças de Paz, inclusive com a presença das Forças Armadas Brasileiras, a situação se tornou extremamente perigosa para a Igreja e nos impede, até o momento, de dar continuidade ao nosso projeto missionário naquele país de um Povo tão bom e de comunidades católicas tão vivas.
Participemos da campanha iniciada pelo Arcebispo de Porto Príncipe, nosso amigo, de fazer, do dia de amanhã, 24 de janeiro, um dia de oração, adoração e penitência pela soltura das Religiosas sequestradas e presas e pela paz da Igreja no Haiti.
Façamos isso também como parte das celebrações de nosso centenário diocesano.
Envio-lhes a bênção.
Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora

4 visualizações0 comentário
bottom of page