top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Arquidiocese de Juiz de Fora adere ao dia de oração no Haiti pela libertação de sequestrados

Por Rádio Catedral com informações da Arquidiocese de Juiz de Fora



A Arquidiocese de Porto Príncipe e a Conferência dos Religiosos do Haiti anunciaram que, esta quarta-feira, 24 de janeiro, será um dia dedicado à oração, meditação e adoração eucarística. Todos os fiéis haitianos são convidados a “organizar uma corrente de orações incessantes” pela libertação das seis religiosas sequestradas no último dia 19, juntamente com seu motorista e um passageiro do micro-ônibus que as transportava.


“Que eles parem de pisar na dignidade inalienável dos filhos de Deus!”: esse é o grito do coração do Arcebispo Max Leroys Mesidor, de Porto Príncipe, Presidente da Conferência Episcopal Haitiana, e do Padre Morachel Bonhomme, Presidente da Conferência dos Religiosos do Haiti, em um comunicado de imprensa conjunto emitido na segunda-feira (22).


Solidarizando-se com os parentes de todas as outras pessoas sequestradas, os religiosos conclamam os líderes haitianos a assumirem suas responsabilidades: “É hora de tomar as medidas necessárias para erradicar os flagelos do sequestro e da violência de grupos armados, que estão mergulhando o país em uma situação cada vez mais confusa e caótica.”


Em seguida, o comunicado dirige-se diretamente aos sequestradores, pedindo a libertação imediata e incondicional de todos os sequestrados. “Em nome de Deus, a quem vocês devem temer, parem com essas práticas abjetas e criminosas que mancham essa terra sagrada que Deus nos deu!”


Por fim, o Arcebispo Mesidor e o Padre Bonhomme convidam todos os sacerdotes, religiosos, religiosas e fiéis leigos a organizarem “em todas as paróquias e comunidades uma corrente de oração incessante pela libertação dos sequestrados e por suas famílias”.


Arquidiocese de Juiz de Fora em comunhão com a Igreja do Haiti

Na noite dessa terça-feira (23), o Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, conclamou o Clero Arquidiocesano e o povo de Deus a participar da campanha iniciada pelo Arcebispo de Porto Príncipe. O Pastor Arquidiocesano pediu que este 24 de janeiro seja um dia de oração, adoração e penitência pela soltura das religiosas sequestradas e pela paz da Igreja no Haiti. Confira a íntegra do comunicado:


Nossa Arquidiocese de Juiz de Fora tem um laço missionário com o Haiti. Estivemos lá várias vezes. Depois que terminou o compromisso da ONU de manter ali Forças de Paz, inclusive com a presença das Forças Armadas Brasileiras, a situação se tornou extremamente perigosa para a Igreja e nos impede, até o momento, de dar continuidade ao nosso projeto missionário naquele país de um Povo tão bom e de comunidades católicas tão vivas.
Participemos da campanha iniciada pelo Arcebispo de Porto Príncipe, nosso amigo, de fazer, do dia de amanhã, 24 de janeiro, um dia de oração, adoração e penitência pela soltura das Religiosas sequestradas e presas e pela paz da Igreja no Haiti.
Façamos isso também como parte das celebrações de nosso centenário diocesano.
Envio-lhes a bênção.
Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora

7 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page