top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Após cobrador ser ameaçado, trabalhadores do transporte público de JF realizam manifestação

Atualizado: 28 de mar. de 2023

Por Fabíola Castro e Roberta Oliveira

*Foto: Redes sociais Sinttro/divulgação.

Um profissional do transporte público de Juiz de Fora, cobrador do ônibus bairro Santa Rita, linha 405, foi ameaçado neste último fim de semana por um passageiro que juntamente com sua namorada, não queria pagar a passagem.


De acordo com as informações da Polícia Militar (PM), após o desentendimento, ambos pagaram a passagem, mas o passageiro alertou ao cobrador que iria procurá-lo no ponto final. Quando o ônibus estava parado nesse ponto, o autor da ameça retornou com um outro homem armado. A vítima, o cobrador, ao perceber que estavam com uma arma saiu correndo. O outro homem que estava armado efetuou um disparo para o alto e dois fugiram em seguida. Os autores têm 29 e 26 anos, de acordo com a PM.


Na manhã desta segunda-feira, 27, trabalhadores do transporte público de Juiz de Fora realizaram uma manifestação para pedir mais segurança.


Autores foram presos


O sub-comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Jean Amaral, explica como se deram os fatos.


Os autores foram localizados, tanto da ameaça quanto do disparo da arma de fogo. Eles foram presos portando ainda drogas e outros itens, conforme relata Major Jean Amaral.


O Consórcio Via JF, responsável pelo coletivo, se manifestou por meio de nota ressaltando seu total repúdio contra qualquer ato de violência e/ou agressão. Disse ainda não tolerar nenhum tipo de violência contra quaisquer um dos colaboradores ou usuários do Transporte Público de Juiz de Fora. A nota diz ainda que a polícia foi acionada e que as imagens do circuito interno foram entregues à Polícia Civil e o caso segue sendo investigado. O cobrador está sendo acompanhado, segundo a empresa.


Confira a íntegra da nota


Nota do Consórcio Via JF a respeito da tentativa de homicídio contra um colaborador do transporte urbano de Juiz de Fora
O Consórcio Via JF, vem a público manifestar seu total repúdio contra qualquer ato de violência e/ou agressão. Não toleramos nenhum tipo de violência contra quaisquer um dos nossos colaboradores, passageiros e usuários do Transporte Público de Juiz de Fora.
Na tarde desse sábado, 25 de março de 2023, na linha 405 (Santa Rita/Três Moinhos), no sentido bairro, próximo ao ponto final, o cobrador C.S.S foi ameaçado por um morador do bairro Santa Rita, depois que ele fez a cobrança da passagem do autor e de uma mulher que o acompanhava.
Conforme foi apurado, os dois queriam usar o transporte se efetuar pagamento. Depois de muito insistir, eles pagaram a passagem, mas o autor o ameaçou falando que o encontraria no ponto final. Ao chegarem na Rua José Luiz Flores, o suspeito apareceu com um comparsa, que estava armado. Ele deu um tiro pro alto e o cobrador fugiu pulando muros de algumas casas. Ele acabou se ferindo levemente na fuga.
A polícia foi acionada e esteve no local, mas os suspeitos fugiram. As imagens do circuito interno foram entregues a Polícia Civil e o caso segue sendo investigado. O cobrador está sendo acompanhado. Estamos prestando total apoio ao funcionário.
Com a total indignação, manifestamos irrestrita solidariedade ao nosso colaborador e a sua família.
Consórcio Via JF

Manifestação dos trabalhadores do transporte público


Na manhã desta segunda-feira, 27, trabalhadores do transporte público de Juiz de Fora realizaram uma manifestação para pedir mais segurança para os profissionais e também aos usuários, conforme o presidente do Sinttro JF - Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Juiz de Fora, Vagner Evangelista.

Polícia Civil


Entramos em contato também com a Polícia Civil para saber sobre o andamento das investigações e recebemos a informação, por meio da assessoria de comunicação, que o caso foi registrado primariamente como tráfico ilícito de drogas e de forma secundária como disparo de arma de fogo e ameça, e que se encontrava em tramitação na Delegacia de Plantão, para posteriormente, ser encaminhado para a 5ª Delegacia para apuração.



9 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page