• Radio Catedral

Ano Novo: que sempre resplandeça em nossos corações a Luz do Salvador

Por Fabíola Castro

*Foto: Freepik.

"Que sempre resplandeça em nossos corações a Luz do Salvador!" - desejou o Papa Francisco para o novo ano de 2022, a toda comunidade de língua portuguesa, ao final da última Audiência Geral.

“Queridos irmãos e irmãs de língua portuguesa, de coração saúdo todos vocês. Desejo a cada um que sempre resplandeça, em seu coração, família e comunidade, a luz do Salvador, que nos revela o rosto terno e misericordioso do Pai do Céu. Abracemos o Deus Menino, colocando-nos ao seu serviço: Ele é fonte de amor e serenidade. Ele os abençoe com um sereno e feliz Ano Novo!”


Confiança em Deus para o novo ano que se inicia


Encerramos mais um ano que foi muito difícil para todo o mundo em vários aspectos diante da pandemia da Covid-19. Mas, mesmo diante de tantas dificuldades e sofrimentos, a palavra que marcou 2021 foi esperança e, que segue sendo um sentimento para 2022. Fé e esperança de que dias melhores para todos estão por vir. Esperar por tudo aquilo que a nossa fé em Deus possa alcançar.


A Sagrada Escritura conta que, um certo centurião foi até Jesus pedir para que Ele curasse um de seus servos. Quando recebeu esse pedido, Jesus estava entrando na cidade de Cafarnaum e disse que iria realizá-lo. O centurião, porém, rogou a Jesus da seguinte forma: “Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha casa. Dizei uma só palavra e meu servo será curado.” A Bíblia diz que Jesus admirou-se pela fé daquele homem, exortou a falta de fé dos “filhos do Reino” e completou: “Vai, seja-te feito conforme a tua fé”. Na mesma hora o servo ficou curado” (Mt. 8, 8-13).*

O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, destaca que a confiança em Deus precisa ser o nosso alicerce para iniciar o novo ano.

Dom Gil ressalta ainda que além da proteção de Deus, temos uma Mãe intercessora, a quem devemos recorrer.

Dia Mundial da Paz: Dedicado à Santa Maria Mãe de Deus e nossa


O primeiro dia do novo ano civil é marcado na Igreja Católica pela Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, comemoração que ainda faz parte das festividades do Nascimento do Menino Jesus, oito dias depois da Natividade, na oitava de Natal.


Conforme a tradição católica, essa é a primeira Festa Mariana da Igreja Ocidental e começou a ser celebrada em Roma no século VI. Iniciamos um novo ano pedindo a proteção da Santíssima Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa. “Desde os tempos mais remotos, a Bem-Aventurada Virgem é honrada com o título de Mãe de Deus, a cujo amparo os fiéis acodem com suas súplicas em todos os seus perigos e necessidades” (Constituição Dogmática Lumen Gentium, 66).


O Diácono Rafael Nascimento fala sobre a festividade da Santíssima Mãe de Deus.

Neste primeiro dia do ano celebramos Maria Santíssima e também o Dia Universal da Paz. A paz trazida pelo Cristo Menino, um momento para o recomeço, para vida nova, conversão ao amor de Deus e ao amor e compaixão pelo nosso próximo. O Diácono Rafael ressalta que para essa conversão, para essa mudança é preciso determinação.

2022 será ano da graça, destaca o Diácono Rafael, mais uma oportunidade de buscar a Deus pela intercessão de Nossa Senhora.


Celebrações


Neste primeiro dia do ano, as paróquias da Arquidiocese de Juiz de Fora prepararam celebrações especiais, lembrando a Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, que, no mistério de sua maternidade divina, abre o calendário dos santos. Além do Dia Universal da Paz. O Papa Francisco divulgou uma mensagem intitulada “Diálogo entre gerações, educação e trabalho: Instrumentos para construir uma paz duradoura”.


A programação completa pode ser conferida aqui.



*Fonte: Canção Nova.

0 comentário