• Radio Catedral

“A lei do escotismo é fazer o bem”, diz Dom Gil durante Seminário Nacional realizado em Juiz de Fora


*Foto: Site Arquidiocese JF

No dia 15 de novembro, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu Santa Missa com os participantes do 2° Seminário Nacional de Escotismo Católico. O evento começara na noite do dia anterior e foi realizado até o sábado (16), na sede do Conselho Central Diocesano da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), em Juiz de Fora.


*Da esquerda para a direita: Dom Gil, Padre Hugo, Padre Jacques e Padre Ricardo.

Concelebraram com o Arcebispo o Capelão Mundial dos Escoteiros Católicos, Padre Jacques Gagey (França), o Capelão Assistente Nacional dos Escoteiros do Brasil, Padre Hugo Galvão, e o Capelão Nacional do Uruguai, Padre Ricardo. Participaram do evento os escoteiros de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, além de vicentinos.


Fundado em 1907 pelo General Robert Baden-Powell, na Inglaterra, o Movimento Escoteiro fomenta a camaradagem, iniciativa, coragem e autodisciplina – características dos militares -, bem como técnicas que são úteis no desenvolvimento dos jovens. Apesar de não ter nascido na Igreja Católica – Baden-Powell era anglicano -, a iniciativa foi reconhecida e abraçada. “Ele não nasce dentro de uma religião, mas está inserido dentro de todas as religiões de todas as pessoas que querem contribuir com o desenvolvimento e formação da juventude, levando a uma formação de caráter, de honra, de virtudes que fazem parte também do ensinamento de Jesus Cristo”, contou Padre Hugo.


Para Dom Gil, o escotismo é uma organização que faz com que as pessoas se voltem para o bem. “É um movimento que não olha religião, nem diferença de raça, nem nada, mas procura educar a juventude para o bem, para a fraternidade, para vivermos como irmãos. Nós, católicos, acreditamos nessa fraternidade, nesse diálogo que supera qualquer divisão. A lei do escotismo é fazer o bem”. O francês Padre Jacques reiterou a ideia de fraternidade do movimento. “O escotismo é para todos que servem, católicos ou não. Por outro lado, os católicos dão inspiração ao escotismo, por conta do evangelho. Somos um movimento de paz e de fé”, afirmou.



*Colaboração: Danielle Quinelato

(Assessoria de Comunicação Arquidiocese JF)

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .