• Radio Catedral

8 de dezembro: Solenidade da Imaculada Conceição

Por Fabíola Castro*

Foto: reprodução Facebook Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Matias Barbosa/MG.

Nesta terça-feira, 8 de dezembro, a Igreja celebra Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.


A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.


Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.


No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus, do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.


A Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.


O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, fala sobre o que celebramos nessa festa.

A Imaculada Conceição de Maria é, segundo Dom Gil, o sinal do poder amoroso, misericordioso de Deus para conosco.

Nossa Senhora da Conceição é a padroeira de grande número de igrejas em todo o Brasil e no mundo. Na Arquidiocese de Juiz de Fora as paróquias e comunidades que homenageiam esta denominação de Maria realizam celebrações especiais, ainda que de forma reduzida ou sem a presença dos fiéis por conta da pandemia do novo coronavírus, como comenta o pároco da Paróquia Imaculada Conceição, do bairro Benfica em Juiz de Fora, Padre Luiz Eduardo de Ávila.

Na Paróquia de Benfica haverá a celebração nesta terça (8), às 19h30, com transmissão pelo Facebook da paróquia.


Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Matias Barbosa (MG), já houve uma celebração pela manhã e acontecerá outra Missa às 18h, com transmissão pelo Facebook e YouTube da paróquia.


Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de Rio Novo (MG), uma Missa aconteceu também pela manhã. Às 16h, haverá o Canto do Ofício de Nossa Senhora. E às 17h e 19h serão celebradas Missas. A transmissão acontece pelo Facebook da paróquia.


Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, do Distrito de Conceição de Ibitipoca, pertencente à Lima Duarte (MG), haverá Missas às 14h e 18h. Ao meio-dia, acontece a celebração do Ofício da Imaculada Conceição e, às 16h, a bênção móvel com a imagem de Nossa Senhora da Conceição.


Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Conceição do Formoso, Distrito de Santos Dumont (MG), nesta terça (8), às 18h, acontece a Missa Solene.


Na Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição, de Campo Alegre, também em Santos Dumont (MG), pertencente à Paróquia São Joaquim e Sant’Ana, haverá a Missa às 19h.



No vídeo, abaixo, Dom Gil fala também sobre a Solenidade da Imaculada Conceição:


*Com informações de: santo.cancaonova.com

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .