• Radio Catedral

Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora celebra sua padroeira

Por Fabíola Castro


Imagem da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Juiz de Fora

Nesta sexta-feira, 24 de maio, a Igreja Católica lembra o título de Maria, Nossa Senhora Auxiliadora. Em Juiz de Fora, no Bairro Mundo Novo, a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora está em festa. Os cristãos dos primeiros séculos chamavam a Virgem Maria com o nome de Auxiliadora.


O pároco, Padre José Sávio Ricardo, fala sobre esta devoção.

Padre Sávio conta sobre as celebrações da festa da padroeira que tiveram início com a realização de uma trezena envolvendo todas as comunidades paroquiais.

Para esta sexta-feira, dia festivo, uma programação especial foi também preparada.

A programação festiva continua no sábado (25) e domingo (26).

Padre Sávio convida a todos para as celebrações e para estarem em oração.

A Matriz Nossa Senhora Auxiliadora fica na Rua Onofre Mendes, 320 – Bairro Mundo Novo.


História*


“No céu, ficaremos gratamente surpreendidos ao conhecer tudo o que Maria Auxiliadora fez por nós na terra”, disse São João Bosco, grande propagador do amor a esta devoção mariana que se faz presente na Igreja e nas famílias cristãs nos momentos difíceis desde os tempos antigos.


Santos como São João Crisóstomo, São Sabas e São Sofrônio a nomeavam também com esta advocação, sendo São João Damasceno o primeiro a propagar a jaculatória: “Maria Auxiliadora, rogai por nós”. Auxiliadora do povo humilde que necessita de tua ajuda”, proclamou tempos depois São Germano.


No século XVI, o Papa São Pio V, grande devoto da Mãe de Deus, após a vitória do exército cristão sobre os muçulmanos na batalha de Lepanto, ordenou que fosse invocada Maria Auxiliadora nas ladainhas.


Na época de Napoleão, o Papa Pio VII estava preso por este imperador e o Pontífice prometeu que, se ficasse livre, decretaria uma nova festa mariana na Igreja. Napoleão caiu, o Santo Padre retornou triunfalmente a sua sede pontifícia em 24 de maio de 1814 e decretou que todos os dias 24 desse mês seria realizada em Roma a Festa de Maria Auxiliadora.


No ano seguinte, nasceu São João Bosco, a quem a Virgem apareceu em sonhos pedindo que lhe construísse um templo com o título de Auxiliadora. Foi assim que o santo iniciou dois monumentos: o físico que é a Basílica de Maria Auxiliadora de Turin e o “vivo” formado pelas Filhas de Maria Auxiliadora.


São João Bosco assegurava a seus jovens que ele e muitos fiéis obtinham grandes favores do céu com a novena de Nossa Senhora Auxiliadora e a jaculatória dada por São João Damasceno. “Confiai tudo a Jesus Eucarístico e a Maria Auxiliadora e vereis o que são milagres”, afirmava São João Bosco.


*Fonte: www.acidigital.com

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .