• Radio Catedral

21 de abril: feriado de Tiradentes – Professor de História fala sobre a importância do Inconfidente

Por Fabíola Castro

Tiradentes foi enforcado e posteriormente esquartejado, no Rio de Janeiro, em 21 de abril de 1792.

Em 21 de abril, comemora-se no Brasil o Dia de Tiradentes, data que é feriado nacional e remete ao dia da morte do mineiro Joaquim José da Silva Xavier, no mesmo dia, do ano de 1792. Ele foi um dos líderes da Inconfidência Mineira, o único, entre os inconfidentes, a receber a pena capital, isto é, a pena de morte pela forca. “Tiradentes” era o apelido de Joaquim José da Silva Xavier, nascido em 12 de novembro de 1746, na então Capitania de Minas Gerais, durante o Brasil Colonial. Ele desempenhou várias profissões, entre elas, estava a de dentista amador, por isso o apelido. O Professor da Estácio e Doutor em História, Bruno Viveiros Martins, fala da importância de Tiradentes para a história de Minas Gerais e do Brasil.


Professor Bruno Viveiros explica ainda que tipo de república buscava Tiradentes e os conjurados mineiros.


Depois de ser preso por três anos, em 21 de abril de 1792, Tiradentes, que era militar e devia obediência à Coroa, foi enforcado, decapitado e esquartejado. Após a Independência, sua imagem passou a ser usada como símbolo de luta pela liberdade no Brasil, tanto na fase imperial quanto na fase republicana. O dia 21 de abril tornou-se feriado nacional em 9 de dezembro de 1965, decretado pelo Presidente Marechal Castelo Branco por meio da Lei N. 4.897. Lei essa que também instituiu a Tiradentes o título de “Patrono da Nação Brasileira”.

0 comentário