top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

102mm em 24h: chuva causa danos materiais em diferentes bairros de Juiz de Fora

Por Rádio Catedral


Na manhã desta sexta-feira (27), equipe da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) realizará intervenção na rede elétrica da Avenida Eugênio do Nascimento, em Juiz de Fora, onde árvores atingiram a fiação. Em seguida, as equipes da Prefeitura farão o recolhimento dos galhos. Enquanto isso, a rua segue fechada, com acesso permitido apenas ao HU pela Avenida Itamar Franco.

Este foi um dos problemas causados pela forte pancada de chuva na tarde de quinta-feira (26) em Juiz de Fora.


Para se ter uma ideia, na região central, foram registrados 52 mm de chuva enter 16h e 17h, sendo que 50 mm eram a previsão do Instituto Nacional de Meterorologia (Inmet) para o dia todo.


Nesta quinta, 26, outros bairros afetados foram São Pedro, com 32mm; Nossa Senhora de Lourdes, com 28mm e Milho Branco, com 23mm.


Segundo a Defesa Civil, o nível do Rio Paraibuna atingiu 3,09m. Em apenas uma hora, o nível subiu cerca de 1,18m.

Ação após chuva

As equipes da Prefeitura realizaram a desobstrução de todas as bocas de lobo da região central, nas Ruas Marechal Deodoro, Santo Antônio, Benjamin Constant, São Mateus, em toda a extensão da Avenida Rio Branco e na Avenida dos Andradas. O Demlurb recolheu terra na Avenida Joaquim Vicente Guedes e com o serviço de raspagem na ponte da Benjamin Guimarães, no bairro Democrata; e na Rua Francisco Sabino de Barros, no Bandeirante. Pela manhã, um caminhão pipa será utilizado para lavação na Rua Feliciano Pena, no bairro Democrata. Equipes da Empav realizaram recolhimento de árvore e ramagens na Engenheiro Gentil Forn e na José Lourenço Kelmer.


Até o início da noite, estavam em andamento três ocorrências: escorregamento de barranco no Santo Antônio, inundação no bairro Industrial e desabamento de muro de divisa no Retiro.



Danos na UFJF


Em nota, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) explicou que os trabalhos de reparo e limpeza seguem em andamento em diferentes pontos do campus. Segundo a instituição foi a pior situação no local nos últimos anos. Engenheiros e Técnicos da Universidade usam um drone para fazer levantamento dos telhados avariados. Foi montada uma força- tarefa com trabalhadores de todas as equipes de manutenção. Apesar dos danos, o funcionamento está normal.


O Reitor Marcus David falou sobre o ocorrido.


Novo alerta do Inmet


Estava em vigor até 10h desta sexta (26) o alerta de perigo potencial de tempestade, com chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.


O Inmet renovou alerta de chuvas fortes que incluem Zona da Mata e Vertentes até a manhã deste sábado (28).


As orientações do Inmet são para, em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.


E em caso de emergência, acionar a Defesa Civil no 199 e o Corpo de Bombeiros, no 193

5 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page