top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Última Missa do Impossível do ano se torna evento oficial do Calendário de Juiz de Fora

Por Rádio Catedral

Última Missa do Impossívelem2023 - Drone @eucurtojf

A Última Missa do Impossível do Ano passa a integrar o Calendário Oficial de Eventos de Juiz de Fora. A lei foi sancionada pela Prefeita Margarida Salomão e entra em vigor com a publicação no Atos do Governo desta quinta-feira (11).


Conforme a Lei 14.805, de 10 de janeiro de 2024, a cerimônia comemorada anualmente na 2ª semana de dezembro aglutina fieis de Juiz de Fora e região em uma manifestação cultural e religiosa de caráter popular.


O projeto de lei apresentado pelo vereador Marlon Siqueira (PP) foi aprovado na Câmara dos Vereadores em dezembro do ano passado.


“A Última Missa do Impossível do ano se mostra como uma grande atividade campal de caráter religioso e social, que reúne todos os anos dezenas de milhares de pessoas em uma cerimônia católica antes do encerramento do ano. O evento tem caráter regional, considerando que o público vem de várias cidades do entorno, além de Juiz de Fora”, justificou o vereador Marlon na sua proposição.


Missa do Impossível


A Missa do Impossível surgiu de uma iniciativa do Padre Pierre Maurício de Almeida Cantarino, visando mostrar para as pessoas que nenhuma graça é impossível para Deus.


Em 2024, a Missa completa 10 anos de criação. As primeiras celebrações foram realizadas na Capela da Congregação Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor, na Rua São João, no Centro. Depois, passou pela Paróquia São José, no bairro Costa Carvalho.


Em 2022, a celebração foi transferida para a Paróquia Santa Rita de Cássia, no Bairro Bonfim, com a ida de Padre Pierre para essa comunidade.

Última Missa de 2023


Em 2023, a última Santa Missa do ano, realizada no dia 12 de dezembro, teve como tema “Pois para o coração de Deus, nada é impossível”, e reuniu entre 25 e 30 mil fiéis, segundo a estimativa do Corpo de Bombeiros. Pelo YouTube do Padre Pierre, foram cerca de 10 mil pessoas que assistiram ao vivo. A cerimônia teve cerca de 2h de duração e foi realizada pela primeira vez na Praça Antônio Carlos, no Centro de Juiz de Fora.

Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial


Em maio de 2022, a lei 14.426, declarou a Missa do Impossível como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Município de Juiz de Fora.


A Missa do Impossível se tornou o 10º patrimônio cultural imaterial de Juiz de Fora e o primeiro de caráter religioso, de acordo com o site da Fundação Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).


O texto da lei diz que a “Missa do Impossível” é típica da cultura, da forma de celebração religiosa e das práticas da vida social do Município de Juiz de Fora.


11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page