Problemas com o player?

Artigo - Abortar é um ato humano?

06/07/2018 às 16:53:10

Enquanto corre a Copa do Mundo, atraindo os olhares e as mentes da maioria da população, assuntos polêmicos percorrem em pautas do governo. É sempre um perigo, em meio a estas ausências, haver aprovações de leis que gerariam muitas disputas entre a população.

Os cristãos, sejam católicos, evangélicos ou ortodoxos, preservam a vida e defendem a dignidade natural da pessoa humana. A Congregação para a Doutrina da Fé e Disciplina dos Sacramentos, um dos ministérios do Papa em Roma, emitiu os seguintes textos nos anos anteriores sobre o assunto. Sem dúvida, interessará a quantos desejem refletir sobre os direitos inalienáveis dos humanos.

“A vida humana deve ser respeitada e protegida, de modo absoluto, a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento da sua existência, devem ser reconhecidos a todo o ser humano os direitos da pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo o ser inocente à vida. «Antes de te formar no ventre materno, Eu te escolhi: antes que saísses do seio da tua mãe, Eu te consagrei» (Jr 1, 5). «Vós conhecíeis já a minha alma e nada do meu ser Vos era oculto, quando secretamente era formado, modelado nas profundidades da terra» (Sl 139, 15)”.

“A Igreja afirmou, desde o século I, a malícia moral de todo o aborto provocado. E esta doutrina não mudou. Continua invariável. O aborto direto, isto é, querido como fim ou como meio, é gravemente contrário à lei moral: «Não matarás o embrião por meio do aborto, nem farás que morra o recém-nascido». «Deus [...], Senhor da vida, confiou aos homens, para que estes desempenhassem dum modo digno dos mesmos homens, o nobre encargo de conservar a vida. Esta deve, pois, ser salvaguardada, com extrema solicitude, desde o primeiro momento da concepção; o aborto e o infanticídio são crimes abomináveis»”.

“Desde o momento em que uma lei positiva priva determinada categoria de seres humanos da proteção que a legislação civil deve conceder-lhes, o Estado acaba por negar a igualdade de todos perante a lei. Quando o Estado não põe a sua força ao serviço dos direitos de todos os cidadãos, em particular dos mais fracos, encontram-se ameaçados os próprios fundamentos dum «Estado de direito» [...]. Como consequência do respeito e da proteção que devem ser garantidos ao nascituro, desde o momento da sua concepção, a lei deve prever sanções penais apropriadas para toda a violação deliberada dos seus direitos".

Recordemos que “o Papa João Paulo II reafirmou tal doutrina com sua autoridade de Supremo Pastor da Igreja na Encíclica Evangelium vitae: 'portanto, com a autoridade que Cristo conferiu a Pedro e a seus Sucessores, em comunhão com todos os Bispos - que em várias ocasiões condenaram o aborto e que na consulta citada anteriormente, embora dispersos pelo mundo, concordaram unanimemente sobre esta doutrina -, declaro que o aborto direto, quer dizer, querido como fim ou como meio, é sempre uma desordem moral grave, enquanto eliminação deliberada de um ser humano inocente. Esta doutrina se fundamenta na lei natural e na Palavra de Deus escrita; é transmitida pela Tradição da Igreja e ensinada pelo Magistério ordinário e universal’”.

Do mesmo modo, o documento adiciona que “em algumas situações difíceis e complexas, vale o ensino claro e preciso de João Paulo II” e cita novamente a encíclica Evangelium vitae: "é certo que em muitas ocasiões a opção do aborto tem para a mãe um caráter dramático e doloroso, assim que a decisão de desfazer do fruto da concepção não se toma por razões puramente egoístas ou de conveniência, mas sim porque se querem preservar alguns bens importantes, como a própria saúde ou um nível de vida digno para outros membros da família. Às vezes se temem pelo não-nascido tais condições de existência que fazem pensar que para ele o melhor seria não nascer. Entretanto, estas e outras razões semelhantes, até sendo graves e dramáticas, jamais podem justificar a eliminação deliberada de um ser humano inocente”.

Sem dúvida, estes textos representam séria reflexão sobre a dignidade natural da pessoa humana.

Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora

Mural

Deus abençoe e jorre muitas bençãos sobre todos vocês, que os jovens de JF e os de outras cidades, aprendam a amar ainda mais Nosso Senhor Jesus Cristo, e que São Pedro interceda por todas as famílias.
Neuza Maria Tavares Florencio -
Parabéns pelo início da transmissão esportiva. JF não pode continuar nessa estagnação. Bons tempos quando se tinham duas, três emissoras transmitindo futebol. Profissionais competentes como os que estão trabalhando nessa nova fase da emissora existem, o que precisa é a mentalidade na cidade, EVOLUIR. Um ouvinte de Maringá, no norte do Paraná, que sintoniza, muito mais pela iniciativa da Rádio Catedral. Saúdo a todos e SIGAM em FRENTE.
Eurico Moura -
BOA NOITE A VOCE QUERO PODER SEMPRE CURTI LOS AGORA QUE DESCOBRIRRRRRRRRR FIQUEM COM DEUSSSSSSSSSS
ELIZETE MARIA DE JESUSSSSSSS - 17/10/2015
Boa tarde Adriano!!! Vim desejar a vc uma terça abençoada,dizer que hj conseguirei ouvir seu programa. Tenho um imenso carinho por vc meu amigo. Aguardo o seu alô. Forte abraço.
Cidok@ - 01/12/2015
"To" ligado nas transmissões esportivas aqui em São João da Boa Vista, interior de São Paulo.
Toni Marques -
Estou curtindo muito pela objetividade e clareza: "Minuto da Bí­blia", com doses pequenas de sabedoria, verdade e vida, parabéns!!!
Maria das Graças Mezzonato -
TERÇO DOS HOMENS, ALMAS SALVAS NA TERRA PARA ALCANÇARMOS O CÉU.
WEIQUER DELCIO GUEDES - 24/09/2015
Obrigado por publicar essa mensagem sobre a peregrinação da nossa forania ficou muito legal!
Pe. Anchieta -
Parabéns pelo aniversário, desde o primeiro dia de transmissão que nós aqui em casa escutamos a Rádio Catedral. Parabéns pela transmissão do futebol, gostei muito, eu sou apaixonado por transmissão de futebol pelo rádio. A gente fica bem informado e dá mais emoção. Torço para que vocês façam uma parceria com a rádio Tupi do Rio de Janeiro, tenho certeza que vocês vão arrebentar na audiência. Mais uma vez parabéns a toda a equipe e que DEUS abençoe a todos!
Adriano Maximiano -
Obrigada pelo carinho Pri, ouvi o seu abraço!! Que Deus a abençõe todos os dias e continue assim tão atenciosa com todos. Bjo Wânia e Rosi.
Wania - 09/07/2015